terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Pequeno Relato

Era uma noite fria de inverno curitibano.
Lá estava eu, mais uma vez sozinha, com milhares de pensamentos; São tantas dúvidas meu Deus; Confessei a mim mesma o quanto estava em dúvida sobre oque fazer a respeito. Entrei no ônibus. Pra variar, aquele cheiro de cola que embrulha o estômago misturado com diversas fragâncias de perfume barato. O caminho era longo.Por sorte consegui me sentar. Olho pela janela, já é tarde da noite. Os casais estão de mãos dadas. Alguns felizes, outros nem tanto. Mas continuam de mãos dadas. Não tem como evitar; Meus pensamentos viajam até seu encontro. Sinto um aperto no peito, uma vontade de chorar e de sorrir. Por um instante te sinto por perto, caio em breve devaneio. Penso em todos os momentos. Abraços,brigas, poemas e beijos. Me perco. O ônibus para no tubo. Há uma movimentação. Está na hora de desembarcar. Chove lá fora.

5 comentários:

Suellen Nara disse...

Qualquer lembrança, sendo boa ou ruim, meche muito com nossas emoções.

Gostei do poema.
Pareceu que ia contar uma história, mas finalizou com um simples "chove lá fora".
Isso foi o mais interessante.

Valeu.

Cαмιℓα disse...

Concordo com você Suellen...
Qualquer tipo de lembrança mexe um pouco com nós todos, principalmente nesse climinha frio aqui de CTBA, te faz pensar em tanta coisa...

Gostei muito mesmo do poema, eu sempre leio aqui, porque você mostra o dia-a-dia num ângulo diferente, e eu gosto!
Parabéns!

Beijos.

nin! disse...

Inverno curitibano e onibus parando em tubos :) assim como eu

Gábi disse...

Alguns felizes, outros nem tanto.
Mas continuam de mãos dadas.
Não tem como evitar;

a triste realidade dos relacionamentos :~

;*

A proposito, tu mora em curitibaa?

Mary West disse...

Por essas e outras que foquei no profissional. \o/